Meu velho e minha velha

Escultura Tatiana Franchi
Ele está virando um senhor. Os cabelos escuros desaparecendo sob os brancos. Está ficando a cara do pai, prenúncio do velhinho que será daqui uns dez, quinze anos. Vamos lado a lado, testemunhando a metamorfose um do outro. As rugas que abismam, as barrigas que vão avançando, os ouvidos moucos, as picuinhas e manias que assomam. Meu homem está virando meu velho. A maturidade conquistada nos esbarrões, autorizou o riso mútuo diante das nossas limitações e esquisitices. Já sabemos calar as coisas que não precisam ser ditas. Já sabemos o que não esperar, o que não pedir. Vamos juntos vendo a pele e os músculos arriarem enquanto a condescendência se fortalece. E acho bonito o velho que vai chegando nele. Com o grisalho, veio uma camadinha de serenidade que lhe caiu muito bem. É meu cúmplice firme e, do seu jeito, meu porto seguro. Sabe ser piloto e coadjuvante. E também é o cão chupando manga de mau humor. E ronca. Ele está virando um senhor e penso que é mais leve a velhice compartilhada. E nos vejo lá na frente com as cabecinhas brancas encostadas, tomando sol. Atordoados por disfunções de nome alemão. Desconhecendo amigos antigos. E achando que acabamos de começar o namoro. Meu velho e minha velha. Ele está virando um senhor que carrega no bolso interno do paletó um amor maduro. Ainda não sabe que é um patrimônio. Ainda não sabe que é o melhor dos seguros. Saberá quando a velhice vier e o amor recebê-la docemente com um abraço.   


*
Para Sérgio Preuss.
*
*

Comentários

  1. Anônimo2/3/15 08:59

    Que delicia receber uma nova fase assim de braços abertos. É tão comum sofrer com isso e contra isso... Adorei Senhora Safo.
    Bj
    Henrique Guerra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Guerra. Você também será um velho amigo e tentaremos enxergar as plantas dos eventos em meio a muitas risadas.

      Excluir
  2. Nanna querida, seu texto é uma joia preciosa, como um joaninha que pousa em nossa mão... Bjs Davi e Iara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para homens doces e sensíveis como você, certamente é. Saudade.

      Excluir

Postar um comentário

Não tem conta Google? Assine, clique em ANÔNIMO e em PUBLICAR. É fácil! Bjooo.

Postagens mais visitadas deste blog

Amar não basta

Para o meu fantasma

Estranha Paz