Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2014

Eterno Filhote de Gente

É preciso matar pai e mãe. Simbolicamente. Matá-los enquanto vivem. A psicologia me deu uns atalhos para a paz. Matei pai e mãe há muito tempo. Ficou o homem e a mulher encarregados de me parir e me fazer andar sozinha. Pai e mãe eu matei e comi.


Este texto agora pode ser lido na íntegra no novo livro da Senhorita Safo.  Disponível a partir de 12/03/2016 no site das melhores livrarias.

Vida

Meu pai se foi batendo a porta com estrondo e o estrondo me acordou. Há flores no Jasmim Manga em frente à minha janela para as quais olho pouco e rapidamente. Estou no vácuo dele a olhá-las...

Este texto agora pode ser lido na íntegra no novo livro da Senhorita Safo.  Disponível a partir de 12/03/2016 no site das melhores livrarias.

A mulher que salva e come bichos

O ofício de escritora me fez amar a impertinência. Não quero pertencer a times, grupos religiosos, partidos ideológicos, correntes filosóficas. Quero flutuar no espaço sobre tudo e ser sugada temporariamente pela gravidade de cada tribo. Esta é minha condição para trazer de cada planeta personagens que amo incondicionalmente. Caminhasse carregada demais de certezas e mataria meus personagens no nascimento, incapaz de suportar suas contradições, suas sombras.


Este texto agora pode ser lido na íntegra no novo livro da Senhorita Safo.  Disponível a partir de 12/03/2016 no site das melhores livrarias.