Eterno Filhote de Gente

É preciso matar pai e mãe. Simbolicamente. Matá-los enquanto vivem. A psicologia me deu uns atalhos para a paz. Matei pai e mãe há muito tempo. Ficou o homem e a mulher encarregados de me parir e me fazer andar sozinha. Pai e mãe eu matei e comi.


Este texto agora pode ser lido na íntegra no novo livro da Senhorita Safo. 
Disponível a partir de 12/03/2016 no site das melhores livrarias.


Comentários

  1. Bem verdade! Concordo muito! <3

    ResponderExcluir
  2. Citando Renato Russo:..."são crianças como você, o que você vai ser quando você crescer"...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tori, minha companheira de viagem. Estamos lado a lado.

      Excluir
  3. Caramba!!! Vc sempre me joga na cara coisas que preciso ler, escrever, falar, pensar... e sou grato por isso. Crescer dói mesmo... aos poucos vamos nos acostumando. Estou acostumando...
    C.N.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada. E bote um beijo nessa sua cara. Quem escolhe crescer envelhece com sabedoria e dói cada vez menos.

      Excluir
  4. Nossa, que impactante. Já tinham sugerido isso pra mim, mas escrito assim é como um tapa de realidade rs...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não tem conta Google? Assine, clique em ANÔNIMO e em PUBLICAR. É fácil! Bjooo.

Postagens mais visitadas deste blog

Ilusão

A flor e o Susto

Gritando na Porta