Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2014

O bicho que mora em mim

Um dia, andando no parque, achei um filhote de cachorro. Fêmea. Eu era jovem, morava sozinha, tinha um emprego promissor. Tentei dar o bicho pra alguém. Não consegui. Botei então numa caixa e levei pra agência de propaganda onde trabalhava como medida paliativa e desesperada. Ela zanzou entre pernas, passeou pelas baias, e até sobre o teclado de um amigo diretor de arte numa farra que durou uns dias. Mas logo foi preciso deixá-la em casa sozinha: a pequena cachorra de veludo preto. O coração é sagaz, espalha armadilhas nos caminhos e precisamos estar atentos. Eu tinha um ótimo emprego, um carro zero, viajava para o exterior nas férias: tudo em ordem, tudo sob controle. Até o pequeno bicho preto aparecer. Não pude conviver com a ideia de deixá-lo só o dia inteiro. Impus-me a maratona de encarar uma distância considerável e almoçar em casa todos os dias. Para ver Nina, para coçar sua barriga, para vê-la sorrir com os olhos. Não me apercebi que a alma já lançava, sorrateira, suas ramas …

Ultimato Do Céu Para Mim

Tenha fé. Ela não está nas igrejas, templos, redondezas de altares, cimo de andores. Tenha fé. Ela não precisa de Cristos, Budas, Muhammads, terços, santinhos, estandartes, patuás, copos d’água. Tenha fé porque sem fé a vida é uma estupidez imensa, um carro desgovernado, uma vela na ventania, uma roleta russa.


Este texto agora pode ser lido na íntegra no novo livro da Senhorita Safo.  Disponível a partir de 12/03/2016 no site das melhores livrarias.