Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2013

Até que te escolham

Magaly foi queimada viva. Não foi na Idade Média, foi ontem, em São Paulo. Ou foi na Idade Média ontem em São Paulo. Magaly cometeu a estupidez de ter apenas trinta reais em sua conta no banco. E irritou os bandidos com sua pobreza. Sentada num sofazinho simples, dentro de uma casinha simples, num bairro simples da Grande São Paulo, Magaly foi queimada viva pra aprender a ter dinheiro na conta quando o bandido vier. Enquanto Magaly gritava e se debatia e sua pele colava no plástico incandescente do sofá, há alguns quilômetros dali, eu tinha mais sorte. Um moleque enlouquecido pelo crack apenas levava meu celular sob o olhar crispado da minha filha de oito anos. Nem o moleque, nem os homens que queimaram Magaly, são mais gente. Vejo o moleque o tempo todo na janela do meu carro, a fala automática, o olhar morto, talvez uma arma na mão. Não há ninguém ali. Um zumbi de série americana que comeria o meu braço se seu objetivo fosse carne humana e não crack.  Magaly ficou encurralada em se…

A coisa mais cara do mundo

A imaturidade é a conta atrasada a ser paga sobre a mesa da cozinha. Pior do que cheque especial, a dívida da imaturidade não acertada é verdadeiro buraco negro das felicidades. Aponta uma felicidade na curva e já a imaturidade pula de boca aberta e engole. Somos credores e devedores de nós mesmos...

Este texto agora pode ser lido na íntegra no novo livro da Senhorita Safo.  Disponível a partir de 12/03/2016 no site das melhores livrarias.

Por Todos que Estão em Nós

Dentro de nós uma assembleia interna. Não somos um, somos muitos. Basta silenciar, fechar os olhos e esperar que eles aparecem. Os personagens. Eles atuam por nós, nos representam. Somos a sua peça. Fomos construindo um a um com retalhos e botões e cacos da nossa passagem pelo mundo...

Este texto agora pode ser lido na íntegra no novo livro da Senhorita Safo.  Disponível a partir de 12/03/2016 no site das melhores livrarias.