História Emprestada – L. e os amores do seu amor.

Amiga, é duro o que vou dizer, então senta: não há exclusividade no amor.  Por que o amor não é ferro de marcar gado.  O amor é borboleta voando atarantada, pousando onde não se imagina, lançando-se janela adentro,  janela afora, no inesperado...  



Este texto agora pode ser lido na íntegra no novo livro da Senhorita Safo. 

Disponível a partir de 12/03/2016 no site das melhores livrarias.





Comentários

  1. Lágrimas de emoção!
    Safo, és especial demais para mim!
    Beijo da Nigro.

    ResponderExcluir
  2. Sua sabedoria me incomoda. Você leciona em alguma escola?
    C.N.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não. Eu, na verdade sou uma personagem criada por uma autora teatral. Dá para acreditar? Pois é: coisas estranhas que acontecem neste blog. Hehehe. Venha sempre.

      Excluir
  3. "Estamos juntas e sobra amor"
    Uma bela descrição da verdadeira amizade!
    Te amo!
    Nigro

    ResponderExcluir
  4. Sempre me lembro de duas loucas dirigindo por uma estrada sinuosa, berrando uma música chorada e deliciosamente brega que dizia: vai, que as esquinas da vida te fazem voltar. Sempre me lembro, especialmente quando me pego tentando trancar a porta à chave. Que delícia que é conseguir experimentar a liberdade de ficar, e ir, e ver o outro ficando, ou voltando. Luv u pra xuxu!

    ResponderExcluir
  5. Uau!!! Adorei, é isso aí <3 Beijo.

    ResponderExcluir
  6. ... mas o que fazer, depois que você já deu de cara com "a fantasma" de verdade! Quando a ilusão se precipita na consciência, ela vira duuuuura realidade! Dóóói tanto, que agente nem sabe se é capaz de amar novamente! Sou agora como borboleta na chuva! Adorei o seu texto! Bjo ;)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não tem conta Google? Assine, clique em ANÔNIMO e em PUBLICAR. É fácil! Bjooo.

Postagens mais visitadas deste blog

Amar não basta

Para o meu fantasma

Estranha Paz