Meditação do Fim do Mundo

De repente comecei a fazer tudo muito devagar enquanto o mundo acabava. Ia se afundando o mundo soterrado pela torção de tornozelo da empregada que ficaria fora cinco dias e da ausência total de uma substituta e da pia cheia de louça e da filha chorando diante dos mistérios de uma subtração...


Este texto agora pode ser lido na íntegra no novo livro da Senhorita Safo. 
Disponível a partir de 12/03/2016 no site das melhores livrarias.



Comentários

Postar um comentário

Não tem conta Google? Assine, clique em ANÔNIMO e em PUBLICAR. É fácil! Bjooo.

Postagens mais visitadas deste blog

Amar não basta

Para o meu fantasma

Estranha Paz