Artistas Inúteis

Eu nasci artista em casa proletária. Não nasci em estrada já asfaltada por parente.  Quando criança comecei a escrever crônicas na contramão do esperado, por necessidade da alma, sem expectativa, sem pra quê. Menina esquisita escondida no quartinho do porão enchendo cadernos de letrinhas enquanto o pai suava no volante de um caminhão...

Este texto agora pode ser lido na íntegra no novo livro da Senhorita Safo. 
Disponível a partir de 12/03/2016 no site das melhores livrarias.


Comentários

  1. Em primeiro lugar, muito obrigada por ter me visitado, também espero que a gente possa trocar letras. rs
    Em relação ao que escreveu, gostei muito! Tenho uma professora que sempre diz que vivemos numa época de decadência da arte, pois é impossível fazer um trabalho artístico com a linguagem quando se vive do que escreve. Uma vez ela até nos desafiou a encontrarmos algum artista contemporâneo que tenha algo de original. =/
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Lanna, eu escrevo aqui e para o teatro, para o cinema, e escrevo, escrevo, feito doida, sem saber onde vai dar. Vejo que você gosta de escrever. E mesmo não sendo fácil, torço para que você venha para esta chuva. Bjos

      Excluir
  2. Obrigada! Comecei uma vez um curso de roteiro cinematográfico, mas nem concluí. Aliás, nunca cheguei a escrever um roteiro de fato. rs Agora sou estudante de Letras.
    É pedir muito ou deixaria eu ler um roteiro que você tenha escrito? Se for possível, posso lhe enviar o meu e-mail verdadeiro (porque também tenho um falso, para a "Lanna") para o endereço que você deixou no meu blog?
    bj

    ResponderExcluir
  3. Claro! Manda o email e mando o roteiro. Beijoooo

    ResponderExcluir
  4. De chorar e de torar!!! Verdadeiro, doído, gostoso... Ah, não tenho palavras, pois elas estão todas nesse lindo texto!

    Beijos de quem te entende e adora!!!

    ResponderExcluir
  5. Amei te ler! Me vi em suas letras...
    Tomei a liberdade de compartilhar no meu face!
    Sou ceramista por amor...
    Beijo..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada MA. Cerâmica é um ritual maravilhoso, já vi uma vez. Com certeza é um espaço do sagrado. Beijo grande.

      Excluir
  6. E mesmo assim a gente ama ser artista, e sofre por este amor, mas ama incondicionalmente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um grande presente este amor, Rafael. Você que também veio com esta mala, saiba que ela será a única casa possível e é nosso dever respeitá-la e cuidá-la.

      Excluir
  7. Anônimo7/7/13 11:26

    Que possamos a cada amanhecer fazer essa oração verdadeira e no final, com toda a sinceridade proferirmos do coração um grandioso e consciente AMÉM!
    C.Neto

    ResponderExcluir
  8. Ninguém é profeta em sua terra e nenhum artista é famoso em seu tempo. Está é a regra. O resto é exceção ou farsa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que cu Hebim! E ganhar dinheiro, também não rola? KKKKKK

      Excluir
  9. Estou adorando seus textos, Senhorita. Voltarei mais vezes. Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba, AJ! Só vi seu post agora. Venha sim. É um prazer!

      Excluir
  10. tb tenho um blog, fico muito feliz de ver que ainda existem pessoas que rodopiam em torno delas mesmas e se encontram la mesmo, nem que de ponta cabeca!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De ponta a cabeça irriga melhor o cérebro.KKKK. Obrigada por vir Mari.

      Excluir
  11. imagine! espero poder compratilhar experiencias....quando puder da uma lida no meu blog, acho que vc vai gostar! :)

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não tem conta Google? Assine, clique em ANÔNIMO e em PUBLICAR. É fácil! Bjooo.

Postagens mais visitadas deste blog

Amar não basta

Para o meu fantasma

Estranha Paz