De Gente a Bola de Pinball

Tenho saudade do tempo em que o sistema era um troço político representado por pessoas que a gente podia apoiar ou combater. Comunismo, capitalismo... saudade. Hoje estou com ódio do sistema e só posso sentar neste quiosque de shopping center e tomar um café com inércia. Porque o sistema agora é computacional, virtual, um monte de letrinhas que escorregam na tela esverdeada da Matrix...

Este texto agora pode ser lido na íntegra no novo livro da Senhorita Safo. 
Disponível a partir de 12/03/2016 no site das melhores livrarias.


Comentários

  1. Mas você já está mais moderna que antes, embora de uma modernidade antiquada. Eu ainda me vejo, nestas circunstâncias, arremessado de um lado para o outro como bola de ping-pong, você já é pimbolim. Beijos do irmão.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, os textos desse blog são excelentes! Adorei! Se puder, visite-me também: www.lannadesafo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Me aportei por aqui e fiquei... amando....

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não tem conta Google? Assine, clique em ANÔNIMO e em PUBLICAR. É fácil! Bjooo.

Postagens mais visitadas deste blog

Amar não basta

Para o meu fantasma

Estranha Paz