Ensimesmou-se

Senhorita Safo irá se retirar para o oco do mundo conhecido como Minas. E decidiu silenciar um pouco. Quem não silencia, não se escuta. Fará uma breve pausa em seus arroubos literários para ensimesmar-se quem sabe se a beira de um fogão de lenha em companhia de um torresminho. E deixará as senhoras e senhores às voltas com as correrias de última hora aos shopping centers, os pernis e perus para assar, os almoços e jantares na casa da mãe, as sete ondinhas para pular, e todas estas coisas que inventamos de fazer para adornar a passagem dos anos.  Ela não irá fazer nada disso. É que nem bicho com medo de foguetório que nestas horas some. Deve dormir cedo, bem antes da meia noite. Esquisita de doer. Enquanto eu arremato 2010 e cumpro os rituais para a recepção do novo ano, ela aproveita para deixá-los em paz, ou quem sabe, com saudades, por algum tempo.  Temo que voltará com a barriga cheia de queijos e a cabeça de minhocas mineiras. Abastecida. E os safados que aqui campeiam,  que se preparem.
*
*
*

Comentários

  1. Oi Nanna!
    Que bom ler você!
    To aqui tb nessas quebranças...
    Sentindo muito calor
    suado carioca seco mineiro...
    Adorei o texto, preciso ler os outros, que estão guardados,
    Bjs
    Chico Anibal

    ResponderExcluir
  2. Sabe aquela parte "...- ela aproveita para deixá-los em paz, ou quem sabe, com saudades..."???
    Então:SAUDADES !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! NÓIS QUÉ MAIS!!!!!
    Bj
    Henrique Guerra

    ResponderExcluir
  3. Pois é, ela tá certa... que eu não to em Minas, em algum ocu, mas é como se estivesse... não fui a shopping, nem me preocupei com peru de natal, nem pernil e nem nada disso. Mas to comendo couve, giló amargo, almeirão e não escarola, angu com quiabo, lendo Adélia Prado, Guimarães Rosa e outros bichos maravilhosos das gerais, e ensimesmando-me ao passear com cachorros, conversando a lingua latida e aprendendo o que os bichos e os mineiros sempre possuem para aprender, para ensinar, calar e saber.
    Saudades,
    Beijos,
    outro Chico, também mineiro, não no Rio, mas em sumparlo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não tem conta Google? Assine, clique em ANÔNIMO e em PUBLICAR. É fácil! Bjooo.

Postagens mais visitadas deste blog

Amar não basta

Para o meu fantasma

Estranha Paz