Morte ao Cabeção

Hoje é o dia da degola
Minha cabeça rolou para debaixo da mesa
Sigo feliz, sorrindo, só pescoço
Não tenho mais certezas estúpidas
Não me torturo mais com o que chamava de realidade
Não sou mais atormentada por pensamentos pessimistas
E descobri que só importa o limite que organiza
não o que limita.
*
*
*

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Amar não basta

Para o meu fantasma

Estranha Paz