O Céu Não é Um Lugar

Já não espero mais nada. Prefiro estar. Este é o lugar, esta é a hora mágica. O vento balança as plantas rasteiras no meu jardim. O vento anônimo, as plantas anônimas. Gigantescamente. Já olho menos para o horizonte e mais para os meus pés. As metas são apenas brinquedos do existir...

Este texto agora pode ser lido na íntegra no novo livro da Senhorita Safo. 
Disponível a partir de 12/03/2016 no site das melhores livrarias.


Comentários

  1. Que lindooooooooooo!!!!!!!!!!!!!!! HG

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lindo é o homem sensível, doce e generoso que você é.

      Excluir
  2. Amada, agradeço ao universo, aos deuses e ao céu que sou, pelo privilégio de te ter como irmã de alma e de caminhadura. Eu te amo!!!! <3 <3 <3

    ResponderExcluir
  3. Um pouco da paz perdida volta novamente a minha mente, ao meu coração e tb aos meus olhos. A doçura desse texto/poema traz calmaria para a mente, que se embala também nesta melodia suave. Que delícia se tornou esse momento. CN.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fica aqui como uma bússola pra gente reler quando se perder. Beijo!

      Excluir

Postar um comentário

Não tem conta Google? Assine, clique em ANÔNIMO e em PUBLICAR. É fácil! Bjooo.

Postagens mais visitadas deste blog

Amar não basta

Para o meu fantasma

Estranha Paz