Covardes Calados

Sou um ser político. Nasci um ser político. Entendo, sem sofrer, que todo poder pressupõe um jogo. Não falo do Congresso Nacional, falo das relações humanas. Há jogos de poder nas empresas, nos templos de todas as religiões, há jogos de poder nas escolas, nas famílias. Meus filhos jogam diante de mim o jogo do poder. Eu jogo o jogo do poder quando imprimo minha sabedoria, minha sensibilidade, num inofensivo post no Facebook...


Este texto agora pode ser lido na íntegra no novo livro da Senhorita Safo. 
Disponível a partir de 12/03/2016 no site das melhores livrarias.


Comentários

  1. E ai de quem for contra!! Estará expulso e estereotipado de diferente para todo sempre! Eu já quis ser politica também. acredito que a maioria das pessoas que tem amor ao próximo partem para seguimentos que tornem a sua vida e a dos demais melhor.. Mas então percebi que o buraco é mais embaixo e que não existe inocência e honestidade em meios que deveriam usar isso como base. é ate irônico de se pensar. e é mesmo difícil acreditar que algo pode mudar se todos a sua volta estão tao habituados a usar desse "jeitinho" para tudo. e se você for muito correto. já sabe! vai pro final da fila e talvez nunca consiga o ingresso para o filme.

    ResponderExcluir
  2. Escolha difícil esta de ser íntegro e ficar no final da fila. Imagina o filme da sua vida Laiza, que personagem você escolhe ser? O medíocre, o que corre junto com a boiada dos espertos? Claro que não querida. Beijo e obrigada por vir.

    ResponderExcluir
  3. Clareza de raciocínio, poderia assinar embaixo. Beijo

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não tem conta Google? Assine, clique em ANÔNIMO e em PUBLICAR. É fácil! Bjooo.

Postagens mais visitadas deste blog

Ilusão

A flor e o Susto

Gritando na Porta