A Mulher de Titânio

Pra sair do lugar da desvalia foi preciso engrossar. Historicamente. E engrossamos: vovó, eu, minha amiga, minha irmã. Somos o sexo feminino contemporâneo: mais pra segurança de boate que pra docinho. De sexo frágil fomos, num salto mortal, para sexo trator armado de razão e com delicadezas básicas e decorativas...

Este texto agora pode ser lido na íntegra no novo livro da Senhorita Safo. 
Disponível a partir de 12/03/2016 no site das melhores livrarias.


Comentários

Postar um comentário

Não tem conta Google? Assine, clique em ANÔNIMO e em PUBLICAR. É fácil! Bjooo.

Postagens mais visitadas deste blog

Amar não basta

Para o meu fantasma

Estranha Paz