Debaixo do Gráfico

Muito pior do que o profissional escroto é o escroto profissional. Por que o babaca traz resultados para a empresa. Sim, ele é mau desde pequenininho, ou egocêntrico, ou grosso, ou falso, ou vil, às vezes até um traíra, mas funciona dentro da lógica da competitividade. Isso é o que conta: o negócio tem de crescer. E o escroto profissional trama todos os dias o crescimento, é obcecado pela escada. Ele é o avesso de toda a papagaiada humanista-ecológica que dizem lá nos vídeos institucionais. Pra falar a verdade, ele está se lixando e sem reciclagem. Ele quer só o próximo degrau. Mas ficou feio atropelar o próximo publicamente e ele, o esperto, se aperfeiçoou: joga o copinho de plástico na lixeira vermelha e se reúne em salinhas escuras para desancar colegas, diminuir alguém, tramar contra o diferente,  afinal de contas crescer não o satisfaz. Porque o escroto profissional não tem prazer em subir, sofre do comichão de passar alguém pra baixo.  Nossa! está parecendo um vilão de novela mexicana. E é o que ele é, mas não sabe: uma caricatura pobre, um sujeito que se disfarça de bom líder e se cerca de medíocres que dizem amém. Sabe que não é amado, que só o poder o protege. Poder que é dado pela senhora insaciável chamada Companhia a quem ele serve como um cão.  E a Companhia, ele sabe, não premia a ética, o respeito humano, ela premia o rendimento. Palmas para a raposa rentável. Ética? É uma palavrinha obrigatória naquele texto do site que fala sobre os valores, só. E o escroto profissional segue tolerado, às vezes incentivado, em nome do gráfico anual. Verdade, eles não são muitos, mas têm o poder da maçã podre de mediocrizar os arredores. São psicopatas: acham que todo mundo ou é mal ou é otário, isso inclui os que estão acima dele. São venais: pelo poder, se fazem de mortos e deixam fritar os colegas passageiros.  E são exemplos que um jovem desavisado, descrente, pode seguir. Eu rezo para que meus amigos in company sejam poupados deles ou delas, as escrotas profissionais, afinal as mulheres estão se aperfeiçoando no mercado. E também para que os tais nunca prevaleçam. E o homem não acabe com o homem nem com o mundo quando o gráfico prescindir da humanidade. 
*
*
*

Comentários

  1. É isso aí!
    Infelizmente, ao longo de nossa carreira de prestadores de serviços (principalmente os de criação), nos deparamos com alguns "escrotinhos" desses brilhantemente descritos.
    A vingança acontece quando são defenestrados das "Cias." em que atuam e te ligam, pedindo uma oportunidade... hahaha! "Vão se foderem"!! Bjs Seu Brimo VH

    ResponderExcluir
  2. vão se foderem ao cubo!! muito bom o texto e reflete o dia a dia de muitas empresas...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não tem conta Google? Assine, clique em ANÔNIMO e em PUBLICAR. É fácil! Bjooo.

Postagens mais visitadas deste blog

Amar não basta

Para o meu fantasma

Estranha Paz